O Julgamento Mais Bizarro da História

800px-jean_paul_laurens_le_pape_formose_et_etienne_vii_1870

O julgamento mais bizarro da história com certeza foi o do papa Formoso I, morto em 4 de abril de 896. Após nove meses enterrado, teve seu corpo exumado e levado a tribunal pelo então papa Estevão VII sob a acusação de aceitar ser bispo de Roma quando já era bispo de Porto (política à parte). O morto foi vestido com os trajes papais e intimado a se defender.

Após seu silêncio foi condenado a excomunhão, teve três dedos da mão amputados, e seu corpo jogado no rio Tibre. O evento ficou conhecido como “sínodo cadavérico”. Um ano após sua morte e depois de quatro curtos pontificados foi absolvido e seu corpo foi finalmente resgatado e levado para o Vaticano pelo papa Teodoro II.

Enfim, fica a pergunta, qual papa estava com a razão? O que condenou ou o que absolveu? E onde fica a infalibilidade papal nesse caso?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s